Eu fui: Show Information Society

- 14 março 2014 -
Eu sempre reclamo por ser a última pessoa a saber das coisas, sempre acontece de eu ficar sabendo de shows que foram f*dasticos e que aconteceram a tempos atrás e eu nem fiquei sabendo da existência, sendo que eu poderia ter ido #mimimi. Devo tudo isso ao fato de ser bem desligada dos acontecimentos rotineiros hahahah. Estou trabalhando esse lado para que falhas assim não aconteçam mais.
E por sorte ou influência do destino ou resultados que eu já estou tendo tentando não ser tão desligada do mundo, estava eu perdendo tempo olhando a minha timeline quando eu vejo isso:

*PAUSA DRAMÁTICA*

Todo mundo já está careca de saber que eu sou fã do InSoc, já fiz vários posts aqui no blog sobre as músicas que eu super curto, e além do mais o meu sidecut foi inspirado no Kurt, gente é muito amor.

Quando eu vi esse anúncio eu pirei, dei gritinhos e pedi para alguém confirmar para mim que aquilo não era de mentira, que eles iam fazer show aqui onde eu moro (não na minha casa, na cidade onde eu moro, BA DUM TSSS).
Tentei não criar tantas expectativas quanto ao show em si, pq né, eu, você, todos nós sabemos que Kurt é bem temperamental e poderia ser que o show fosse um fiasco dependendo do humor, quanto o show poderia ser super fodastico dependendo do humor, eu fui mesmo assim e quer saber o que achei? Senta ae que eu vou contar tim tim por tim tim do que aconteceu lá no show.
Para início de conversa, o show aconteceu na quarta feira agora (12/03) na Kiss and Fly, eu achei bastante estranho rolar um show de forma digna em uma casa de show (aka balada) que só toca sertanejo e variações da mesma, mas enfim era InSoc e eu queria ver, comprei o ingresso na própria Kiss and Fly pelo valor de R$30,00.
 No dia do show
Estava marcado no ingresso que a casa abriria às 22h, chegamos com uma certa antecedência, e sério eu me surpreendi pelo fato de não ter quase ninguém lá, só pelo fato do ingresso custar R$30,00 achei que fosse bombar, mas menos mal, mais espaço para aproveitar o show tranquila hehehehe.
 A abertura da casa foi bem pontual e liberaram a entrada às 22h o único problema é o pessoal ficar com meu ingresso logo na entrada, MEO É MEU INGRESSO, já tinha planos para ele, entenda-se quadro com todos os meus ingressos de show, mas né é a vida.
 Nunca achei que fosse esperar tanto tempo por um show, entramos às 22h e claro com toda a minha animação de casa vazia, show do InSoc, poder ficar perto do palco sem precisar disputar espaço com mais trocentas mil pessoas me deixou bastante animada, o fato é que eu dancei no maior estilo dance like nobody’s watching, acho até que eu causei estranheza nas pessoas que estavam presenciando a cena, pois as pessoas olhavam com cara de medo e até se afastavam! Gente, mas estava tão ruim assim?
Passei por todas as fases, animação de chegar no show, mais animação por estar tocando músicas M-A-R-A-S (tipo Pet Shop Boys, Depeche Mode, New Order e mais uma vasta gama), cansaço, dor (como meu pé e pernas doíam) e desanimação (cogitei a possibilidade de ir embora), já era meia noite e nem sinal de que a banda estava por ali, daí que para fazer um “show” de abertura apareceu uma mulher, até que cantou bem, mas gente que coreografia era aquela, eu fiquei com medo dela, muitas aberturas de pernas e giros, tudo isso em cima de um salto fino, eu estava sentindo dores por por ela. Com o fim do show de abertura as minhas expectativas para início do show só aumentaram, pensei comigo, “Agora vai!”, sim! Voltou o dj a tocar as músicas e eu já estava no ponto de dormir em pé, sério eu dormi em pé em plena balada! Animação? Uhuuu, só que não!
Quase 1:00 da manhã eu já estava preocupada com o horário que o show iria começar, porque pelas minhas contas eu teria somente umas três horas de sono, se o show começasse a 1:00 e terminasse as 2:00 da manhã, e para minha alegria, alivio e felicidade, o show começou pontualmente a 1:00 da manhã (até que enfim hein?!). O show foi uma mescla de músicas atuais do novo álbum deles com músicas antigas (grandes clássicos).
Digo com toda certeza que foi o melhor show que eu já assisti até hoje, não só pelas músicas em si que são maravilhosas, mas pelo espetáculo todo, Kurt foi extremamente simpático e levou na brincadeira bastante falhas que ocorreram durante o show, arrancando vezes ou outras risadas do pessoal, teve muito bom humor para brincar com quem estava ali perto do palco, ele tirou a bala que estava na boca e deu para uma menina que estava lá perto, pegou gelo que estava em uma mesa em frente ao palco para se refrescar, pegou na mão de várias pessoas, jogou toalha, mandava tchau e de vez ou outra pegava o celular de quem estava filmando e filmava sobre sua perspectiva o show, os integrantes da banda e até mesmo ele cantando.
Eu estava relativamente perto do palco, mas não tão perto para ter qualquer tipo de interação, fui chegando cada vez mais perto do palco, até o momento em que eu estava de frente para ele, claro que eu gritei, acenei (várias vezes ele acenou de volta) e como eu estava filmando parte do show, ele pegou o celular da minha mão para filmar o show do palco, mas para a minha grande sorte (valeu sorte!) por falhas técnicas do celular ou de ele bateu o dedinho no lugar errado e saiu do modo de filmagem, ele não filmou nada e mostrou para mim que o celular não estava mais filmando (da para imaginar o quão p*ta da vida eu fiquei), mas pelo lado bom, ele pegou na minha mão, Uhuu.
Para não dizer que eu sai de lá frustrada (eu fiquei frustrada) por não ter conseguido que ele filmasse o show lá do palco eu acabei trazendo uma lembrança do show, em certo ponto do show, ele jogou alguns pacotinhos brancos para o público, eu geralmente fico na minha quando isso acontece, por motivos de eu não quero sair nos tapas com ninguém. Mas apesar de eu não me importar em pegar ou não aquele pacotinho branco, para minha surpresa caiu um bem no meu pé e claro que se eu não pegasse alguém ia pegar (dã) então que fosse eu!
Teve vários momentos impagáveis desse show, Kurt deitando no chão para cantar, dando seus pulinhos, e fazendo caras e bocas (foi mais engraçado de tudo). Ele interagiu bastante com o público, arriscou algumas palavras em português disse que apesar de não saber falar português ele estava entendendo tudo o que era falado.
Quanto as músicas não preciso nem dizer que o pessoal foi ao delírio quando tocou músicas como Running, Think e Repetition, aliás Repetition foi a música que finalizou o show, e que show hein?! O melhor show que eu já fui até hoje! Apague todas aquelas imagens que você tem do Kurt sendo chato ou cantando mal, ele ainda canta muito e está em muito boa forma! (fiu fiu).
Lá pelas 3 da manhã eles deixaram o palco com aquele gostinho de quero mais, eu poderia ficar ali o resto da madrugada escutando as músicas, porque todo aquele cansaço e desanimo que eu citei logo no início do post sumiu assim que Kurt subiu ao palco, dancei, pulei, nem lembrava que estava descalça, descabelada, toda suada e morrendo de dor, mas mais cedo ou mais tarde a dor sempre bate a sua porta e assim que o show terminou já estava sentindo como se um rolo compressor tivesse passado por cima do meu corpo e ainda tinha mais uma fila para enfrentar, a fila para pagar a comanda, a fila estava gigante, demorou demais e eu já estava cansada, mas emocionada e sem palavras para descrever o que eu estava sentindo naquele momento. E para minha surpresa na saída da balada ainda tinha um stand com camisetas da banda, clarooooo que eu comprei uma pra mim! Foi R$30,00.
Vocês nem imaginam o horário que eu cheguei em casa, quase 4:00 da manhã, sendo que eu teria que acordar as 5:30! Passei o dia inteiro com os olhos semicerrados de sono, mas para qualquer um que perguntasse como tinha sido o show, eu já “acordava” na hora e contava tudo nos maiores detalhes, com cara de boba e um sorriso de orelha a orelha. Eita felicidade ;)

2 comentários em "Eu fui: Show Information Society"

  1. Olá Luana, adorei seu post, seu blog também é muito legal, é dificil hoje em dia, encontrar pessoas que apreciem essa cultura oitentista, rsrs, curtii muito!!! Fiz um post no blog tbm, caso queira será bem vinda lá, o link é esse ~> http://flafairy.blogspot.com.br/2014/03/show-information-society.html .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que massa, como vc mesmo disse é muito difícil encontrar pessoas hoje em dia que curtem música anos 80, fiquei muito feliz de saber que vc curtiu o post, eu vou olhar lá o seu post e que seja muito bem vinda sempre que quiser passar por aqui!

      Bjos

      Excluir