Eu fui: Show do New Order - Lollapalooza

- 09 abril 2014 -
Continuando com a maratona de shows (posso considerar que mais um objetivo da lista de 101 coisas está completo, certo?), caso você não viu, tem show aqui, aqui e aqui.
 Hoje é dia de falar de Lolla (nome carinhoso para não ter que ficar escrevendo o nome completo toda hora, cês entendem né?!) que aconteceu nos dias 05 e 06 de Abril, eu fui no dia 06 mais conhecido como domingo passado, em Interlagos.
 Eu nunca me animo com o anúncio desses eventos, bom, pelo menos não até saber quais bandas bacanas vão tocar o que foi o caso do New Order, gente como não amar Bizarre Love Triangle, me diz?

Desde o dia que eu fiquei sabendo que eles viriam tocar no Lolla eu já fiquei atiçada para ir, algumas pessoas que eu conheço acham tudo isso uma grande besteira, reclamam do preço e tudo mais, mas gente o preço que se paga pelo ingresso por todos os shows que rolam no dia vale muito a pena.
 Mas por outro lado eu tinha receio desse evento por experiências passadas com o swu, horas intermináveis em pé, chuva, sol, muito barro e muita gente tentando ocupar o mesmo espaço.
Mas mesmo assim eu fui, porque se no swu valeu a pena tudo o que eu passei esse não poderia ser diferente e bem, não foi!
 Quer saber o que rolou por lá? Então senta ae que eu vou contar tudinho pro cês.
Antes de ir para o evento eu dei uma lida nos comentários do pessoal sobre o primeiro dia e sério eu me surpreendi com o tanto de reclamações, algumas fizeram sentido, outras nem tanto, o fato do telão desligar no meio das apresentações foi uma grande decepção que se repetiu também no segundo dia.
 Após uma longa caminhada, uma coisa me surpreendeu (além dos banheiros é claro que estavam o Ó) foi o fato dos palcos não terem sinalização de qual era, por exemplo, o New Order tocou no palco Interlagos, mas no palco não tinha nenhuma identificação que ali era o palco Interlagos, achei uma falha da organização, só consegui deduzir que ali era o local certo pelos shows que estavam passando.
 Enfim encontramos o palco e daí foi só procurar um local para sentar e esperar, mais uma vez eu fiquei na grade, na sombra apenas economizando energia para a grande hora.
No horário que chegamos à banda que estava tocando era Brothers of Brazil, do Supla, eu jamais na minha vida imaginei que um dia eu fosse ver uma apresentaçãodo cover pobre do Billy Idol do Supla e Cia, eu ri demais no show, como não tinha quase ninguém, mesmo sentada consegui assistir o show de forma digna.

O público em quase todos os shows estava bem pouca, acabava o show, quase todo mundo ia embora, apenas alguns shows tiveram uma movimentação maior de pessoas, Savage (gente que descoberta boa, música de primeira! quero fazer um post só para essa banda, aguardem), Jake Bugg (nunca tinha visto falar na minha vida) e New Order.
 O New Order entrou pouco mais de 20:30 e o show foi praticamente inteiro dedicado a seus grandes sucessos, Blue Monday, Temptation, Bizzare Love Triangle, Perfect Kiss, sucesso puro.

Não sei como foi para quem assistiu do conforto de casa, mas na primeira música a voz do Bernard estava quase inaudível, mas esse pequeno defeito foi ajustado a tempo do final da música (pow produção como pode deixar isso acontecer?!)
Bernard foi super simpático, arriscou algumas palavras em português e interagiu algumas vezes com o público, um show inesquecível (pode parecer clichê, mas não é), vi várias pessoas aproveitando realmente o momento como se lembrassem das festinhas embaladas por essas músicas nos anos 80, mas claro que a cereja do bolo foi quando começou a tocar Bizzare Love Triangle que levou o público a loucura, sério, o pessoal cantava, gritava, acenava e arriscava alguns passinhos de dança, eu sou bem suspeita, pois também pulei e cantei demais, até arrisquei alguns passinhos de dança, ps: se você estava perto de mim e se sentiu traumatizado pelos passos de dança, eu sinto muito.
 Como se já não bastasse à banda ser simpática, ter ótimas músicas e arrasarem no palco o melhor ficou para o final (depois de eles terem se despedido e voltarem), para fechar o show com chave de ouro AND diamante ainda teve Love will tear us apart do Joy Division, para quem não sabe logo após a morte de Ian (vocalista do Joy Division) se formou com a entrada do Gillian Gilbert (guitarra, sintetizadores) o que conhecemos hoje como New Order, essa parte foi para arrancar lágrimas dos olhos do público, eu amo essa música e preciso dizer que eu achei o máximo a homenagem? Acho que não né?!
 Sai de lá mais que renovada e encantada de ter tido a oportunidade de ver uma banda que eu tanto gosto, assim bem de pertinho, é incrível como ver um show que há tanto tempo se esperava tem o poder de te fazer tão bem, de esquecer as horas intermináveis esperando para o show, do cansaço e qualquer outro perrengue que você acaba passando durante o tempo de espera.
 Digo a todos que me perguntam com um largo sorriso no rosto e uma felicidade enorme que eu já vi o show do New Order e que eles são demais, são histórias que eu pretendo dividir com netos, sobrinhos e etc, algum dia!
Aqui vai um vídeo do New Order cantando Love will tear us apart, não é do Lolla agora, mas da para vocês terem noção ;)

2 comentários em "Eu fui: Show do New Order - Lollapalooza"

  1. Ótimo post, queria ter ido pra ver o New Order também, mas não deu, rsr, mas pelo menos assisti pela tv, foi muito bom o show deles, e realmente não tem como não dançar nos clássicos!! <3, e aí vai um baita clichê música boa nunca envelhece!!^^
    Bjs. ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que pena vc não ter ido, mas deu para curtir bastante também vendo de casa não é?! Disse tudo, música boa não envelhece nunca!
      Bjocas

      Excluir