Livro: Angústia

- 16 maio 2014 -
Sabe aquele ditado “não julgue o livro pela capa?” Pois bem o meu interesse por esse livro se deu justamente pela capa e o mistério do homem em uma cadeira de rodas olhando pela janela, fiquei tentando imaginar o porquê do nome Angústia (o que poderia ser tão angustiante assim?) e qual era a relação entre o título com a imagem de um homem na cadeira de rodas olhando pela janela, pensei tantas coisas que depois de ler o livro fiquei pensando “Como é que eu não pensei nisso antes?”.

Assim como eu disse no post do livro tripulação de esqueletos esse livro também possui vários fatos chocante, aliás, diria que apenas as primeiras páginas são menos chocantes heheh e digo mais o título do livro nunca fez tanto jus a história quanto desse livro.
Sem mais delongas, vamos ao que interessa, mas atenção o texto abaixo pode conter um pouco mais do que apenas a minha opinião, ou seja, spoliers.

Paul Sheldon se tornou famoso pela série de livros Misery (que também é nome da personagem principal), após um acidente de carro na neve Paul fica bastante machucado e para sua sorte (ou não) é salvo por Annie Wilkes, enfermeira que se auto intitula fã número 1 de Paul e a série de livros Misery, até ai nada demais.

A angústia começa quando o último livro da série Misery é finalmente lançado e Annie Wilkes descobre que a personagem principal morre (logo no início do livro Paul comemora o feito de ter terminado a série de livros Misery com a morte da personagem principal).

Paul que está sob os cuidados de Annie, preso em uma cama e cada vez mais dependente do remédio para aliviar a dor dos ferimentos em sua perna sofre as mais diversas torturas de Annie, além de ser obrigado pela mesma a escrever a continuação do livro em que a morte de Misery não seria nada mais que um engano.

Pode parecer clichê o que eu vou dizer, mas essa foi uma das leituras mais angustiantes que eu já fiz, pois ao longo do livro inteiro vemos os acontecimentos apenas do ponto de vista de Paul e claro que ao longo da leitura a curiosidade e a expectativa do que vira a seguir toma conta.

O fim não poderia ser melhor, típico de Stephen King.

Quando eu ainda estava lendo o livro fiquei sabendo da existência do filme (?) que foi baseado na história do livro, só assisti mesmo após terminar a leitura.

Eu particularmente não gostei do filme, achei fraco, apesar da atuação da (pausa para pesquisa) Kathy Bates que interpretou Annie Wilkes ser impecável o filme em si deixa muita coisa a desejar, omitiram muitas cenas e algumas coisas foram trocadas, só recomendaria mesmo assistir o filme após o termino da leitura.

Nenhum comentário em "Livro: Angústia"

Postar um comentário