Das coisas que só acontecem comigo

- 07 outubro 2014 -
Você sabe que o dia tem poucas possibilidades de ser um bom dia quando tudo começa a dar errado logo cedo, talvez seja algum sinal da natureza tentando te dizer: “Meu fodeu! Volta para cama e não saia de lá até que o dia tenha terminado”, mas claro, como eu faço parte do seleto grupo de pessoas que não tem nem bola de cristal, nem escolhas, como resultado: Eu sempre me lasco (se preferir inclua aqui algum palavrão em letras neon, bem grandes para ilustrar tal situação).

Sexta feira foi um desses dias abençoados por Murphy. Amém. Apesar de não ter sido sexta treze, foi sexta de véspera de eleições, o que da quase na mesma, ou seja, tudo menos coisa boa.

Eu tinha prova marcada na última aula, prova de desenho, ó meus irmãos (coisa cute, cute de mamãe), e se já não bastasse o fato da tua carcaça cansada chegar na faculdade se arrastando e se deparar com ela completamente interditada por causa das eleições, ter a vontade de dar meia volta e ir embora, se lembrar que tem prova e terá que ficar lá até as 23horas (acrescente aqui uma cara bem feliz) ainda de quebra descobre que das salas restantes para terem aula, somente a sua e mais umas duas ou três teriam aula. Neste exato momento me certifiquei de que a janela do corredor do segundo andar fosse bem alta para não correr o risco de sobreviver na queda que estava planejando, mas não, não era tão alta assim.

Segui o planejado e fiquei até às 23h na faculdade, mas algo de errado estava rodeando esta pessoa que vos escreve e como que em um passe de mágica a bateria dos meus celulares acabou (sim eu ando com dois celulares) e como se tudo isso já não bastasse eu descobri que as chaves que habitam a minha mochila já não estavam mais ali (como é que eu ia entrar em casa?), torci miseravelmente para que tivesse alguém em casa me esperando no portão para que o dia terminasse feliz ou que eu não dormisse ao relento aquela noite.

Eu já disse que Murphy é um fanfarrão?

Não tinha ninguém no portão de casa me esperando, tentei usar o último suspiro de bateria de um dos meus celulares para ligar em casa e descobri que não tinha mais créditos no celular, tentei ligar a cobrar e a bateria simplesmente acabou de vez. Pense agora comigo, eu sozinha na porta de casa às 23h30min de uma sexta feira FRIA em uma rua deserta, temendo ter que dormir ao relento como castigo por ter esquecido as chaves de casa, daí que eu me desesperei, mas eu me desesperei MUITO, bati loucamente no portão, chamei o Batman, o Chapolin e já estava verificando se eu conseguiria encontrar algum lugar mais confortável para passar a noite. 

Depois de sei lá, uns 40 minutos, 2 horas batendo loucamente no portão, tá talvez uns 2 minutos minha mãe apareceu diva resmungando algo ininteligível, mas com as chaves na mão. COM AS CHAVES NA MÃO BRASEL. Ó glória. Ó vitória!

Após ter superado a real possibilidade de ter que dormir ao relento, já no domingo de manhã eu fui votar, quase com a mesma vontade que estava na sexta feira ao chegar na faculdade, me arrastando, passei a tarde toda jogada no sofá, piscando e aproveitando para me empanturrar entre um filme e outro.

Já disse que alguns livros do Stephen King renderam ótimas adaptações? Pois bem, trocas macabras (Needful things) é um dos livros que eu mais anseio em colocar as mãos, mas por questões de força maior ainda não consegui adquiri-lo, nesse último domingo eu tive a oportunidade de assistir o filme e ó recomendo a todos.
Sinopse:
“Castle Rock, na Nova Inglaterra, é um lugar tranquilo para se viver. Mas a chegada de Leland Gaunt (Max von Sydow), um ser diabólico literalmente falando, desestabiliza a cidade através do preconceito, ódio, fraqueza e cobiça, provocando mortes e sofrimentos. Gaunt consegue isto através de uma loja de utilidades, que sempre tem algo especial para cada morador da cidade, que para conseguirem o que desejam pagam um preço simbólico e prestam um "favor" para Leland.

Se você for assistir em casa, largado no sofá pegue essa dica linda que eu estou te dando de graça, o combo filme trocas macabras + Sorvete Ninho trufado e pedaços de chocolate torna tudo muito mais emocionante. Sério!

Agora para finalizar o pacote fim de semana, faz algum tempo que eu tenho me empenhado em tirar fotos descentes da lua, tá certo que a lente do kit nem de longe é a melhor escolha para isso, mas no domingo à noite tivemos alguma evolução, Uiupiii.

Nenhum comentário em "Das coisas que só acontecem comigo"

Postar um comentário