Ordinary world

- 10 dezembro 2014 -
Ordinary world sempre foi uma das minhas músicas preferidas do Duran Duran (e da vida). É bem provável que o meu primeiro contato com essa música e com a banda tenha sido por intermédio do brother que também é bastante fã, assim como o gosto por tantas outras bandas que eu fui herdando ao longo do tempo.


Me recordo (mesmo que vagamente) de ter assistido algumas vezes Ordinary world gravado naquelas fitas VHS, na época os vídeos tinham uma péssima qualidade e o som igualmente precário, mas ainda sim pra mim era bastante ~revolucionário~ poder ter vários vídeos gravados para assistir sempre que quisesse.

Assim como muitas outras músicas das quais sou fã hoje, nunca tive a curiosidade de saber mais a respeito, de entender o que a letra dizia (não somente a tradução) ou a mensagem que o clipe queria passar, sempre “apenas apreciei” e isso já me bastava.

O meu anseio por ouvir / assistir novamente os meus CDs / DVDs do Duran Duran voltou recentemente e trouxe consigo respostas nunca antes questionadas por mim.

“Esta (Ordinary world) é a última canção de uma trilogia escrita sobre a morte do amigo de Simon Le Bon, David Miles, em 1986. O primeiro foi "Do you believe in shame," seguido de "Out of My Mind" e "Ordinary World"”.

Ouvindo a música novamente é tão estranho ver como muita coisa se encaixa com o contexto citado acima:
What is happening to me?
"Crazy", some would say
Where is my friend when I need you most?
Gone away

But I won't cry for yesterday
There's an ordinary world
Somehow I have to find
And as I try to make my way
To the ordinary world
I will learn to survive

Apesar de ser um fato bastante triste e doloroso, para familiares e integrantes da banda, só consigo enxergar uma bela homenagem, uma forma de eternizar sentimentos.

Nenhum comentário em "Ordinary world"

Postar um comentário