What about the weekend

- 12 janeiro 2015 -
Uma das minhas maiores metas para 2015 com certeza é assistir mais filmes! Sou um tanto quanto negligente e sempre deixo tudo para mais tarde (shame on me), para esse ano eu montei uma lista dos filmes que eu quero assistir e até alguns "desafios" que eu me propus a fazer ao longo dos meses, talvez eu compartilhe aqui, se alguém quiser participar também ;)

Esses são os filmes que eu assisti no fim de semana:
Extra Large Movie Poster Image for The Machinist
Trevor é um operário de maquinário pesado em uma fábrica e não dorme há um ano, isso vem afetando diretamente a sua saúde mental e física. Após um acidente de trabalho em que seu colega perde o braço, Trevor se torna cada vez mais paranoico e com a sensação de perseguição de seus colegas de trabalho.

Ps: o filme é muito mais do que eu disse aqui em cima, mas não quis entrar em detalhes para não dar muitos spoilers.

Já perdi as contas de quantas vezes o brother me indicou esse filme, me arrependo amargamente de não ter assistido antes, o filme é sensacional, denso, perturbador e até claustrofóbico em algumas partes! A atuação de Bale nesse filme é sem palavras, a dedicação ao personagem resultou em um trabalho incrível. O filme é cheio de reviravoltas, mas o final, ah o final é sensacional, não podia ser melhor.

Extra Large Movie Poster Image for Drive
Drive conta a história de um motorista (personagem do Ryan Gosling que não tem nome) que de dia trabalha como mecânico e dublê de filmes e de noite presta seus serviços como motorista para bandidos. Ele é vizinho da Irene que é casada e tem um filho com Standard. 

Após a libertação de Standard da cadeia o motorista descobre a sua delicada situação (Standard foi intimado a realizar um assalto, mas não aceita) e o propõe a cometer o crime (para tentar livrar a pele de Standard e da sua família), mas o que o motorista não esperava é que o crime desse errado e com a morte de Standard, Irene e seu filho ficassem ameaçados.

Esse filme também foi exaustivamente indicado pelo brother, e realmente é muito bom, pra mim valeria a pena apenas pelas imagens que ficaram muito bem produzidas, mas a história em si também é muito boa e te prende o filme inteiro, só não gostei tanto dos efeitos especiais e mais alguns outros exageros, como na cena em que o motorista (personagem do Ryan que não tem nome) dirige em alta velocidade e capota um carro, achei meio exagerado como a cena foi feita, mas nada que prejudique a história.


Daí que eu assisti Drive e All good things no mesmo dia! Achei o máximo a atuação do Ryan Gosling (seu lindo) no filme Drive e decidi procurar por outros filmes que ele tinha feito, no Netflix não possui uma seleção muito boa de filmes do Ryan, e de todas as opções disponíveis achei que esse valeria a pena.

David Marks é herdeiro e filho de um influente empresário do ramo imobiliário, mas apesar das vontades de seu pai, David não se interessa pelos negócios da família. 

David conhece e se casa com Katie Mars, uma jovem simples e sensível e se mudam de cidade afim de abrir uma loja de produtos naturais, mas ambos não conseguem manter o empreendimento sem a ajuda do pai de David.

Após a visita do pai a loja do casal, David é intimado pelo pai a se mudar para Nova York e trabalhar na empresa da família, após a mudança para Nova York, o casamento antes ~perfeito~ dos dois da lugar a um relacionamento violento e perturbador.

Não fazia ideia, mas o filme foi baseado em fatos reais que ocorreram entre 1971 e 2003, não gostei muito do desenrolar do filme, achei até um pouco confuso.

Não gostei tanto assim desse filme como eu gostei dos demais :(


Lars é um rapaz lindo tímido e bastante reservado, mora sozinho na garagem do seu irmão mais velho e sua cunhada, e vê sua pacata vida passar diante de seus olhos sem fazer nada para que isso mude, bom, até que ele conhecer Bianca, uma missionária religiosa através da internet, o problema é que para as pessoas, Bianca não passa de uma boneca inanimada feita de silicone.

Escolhi esse filme a esmo sem nem saber o enredo, sabia apenas que era um filme romântico/ comédia e gente, amei, amei, amei e amei, a história em si tinha tudo para ser aqueles filmes caricatos, pastelão, justamente pelo enredo, mas me surpreendeu demais, é um filme super sensível e delicado, a relação de carinho criada entre Bianca e Lars é muito gostosa de assistir e ver que os demais envolvidos vão aos poucos aprendendo com a relação entre Bianca e Lars. Muito amor esse casal

O filme é bem curtinho, mas é delicioso de assistir.

2 comentários em "What about the weekend"

  1. Desses todos eu só não assisti o All good things e fiquei curiosa (mesmo você não tendo gostado tanto). O Lars and the Real Girl é ótimo mesmo. Eu gosto de Blue Valentine - com o Ryan Gosling também (que tem um péssimo título em português "Namorados para sempre").

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei a sua dica, não conhecia Blue Valentine e já está na lista para o fim de semana!

      Tenho que confessar que apesar de não ter gostado tanto de All good things, a atuação do Ryan é impecável :)

      Excluir