PQ VIDA?

- 23 julho 2018 -
O penúltimo dia de aula de fotografia (ahhh) envolvia modelos (vai vendo) em trajes de noivo (!!), SEM NOIVA (!!!) e a quantidade de "noivos" era tanta que a relação era de um modelo para cada pessoa (ui!). Eu, claro fiquei um bom tempo matutando o que é que eu ia fazer com um modelo só pra mim, principalmente com toda essa desenvoltura (not) que eu claramente possuo desde os primeiros dias de vida (not) e gente, é preciso entender que o meu cérebro não funciona direito em situações de pânico, tipo essa, daí eu fiz o que qualquer pessoa inteligente e sensata poderia fazer num momento como esse: Entrei em pânico, obviamente  hahahha. Mentira, tá? Mas é verdade.

Na verdade os modelos foram muito legais e atenciosos e apesar da minha super desenvoltura (not) deu tudo certo, bom, tudo certo até ter aquele rodízio esperto dos modelos e aí meoirmão colocaram aquele modelo junto com a gnt (pq a essa altura do campeonato eu já não estava mais sozinha, já éramos uma equipe de pessoas trabalhando com vários modelos ao mesmo tempo), mas gnt eu preciso contar umas coisas antes de continuar a história, vai valer a pena. Uns dias antes eu fiquei doente, gripada para ser mais específica e na véspera da aula o meu rosto (que é sensível demais) começou a descascar, sim, o nariz e o resto do rosto começou a simplesmente descascar, a visão mais bonita que você pode imaginar (sqn) e como a desgraça tava pouca, também na véspera surgiu uma espinha, mas não uma espinha, A ESPINHA, na bochecha, NA BOCHECHA, e ficou inchado e feio e tudo mais e eu tava o fofão manco, segurem essa imagem e voltemos ao caso.


Daí que trouxeram aquele modelo, desenterraram não sei de onde, não sei de que paraíso, mas gnt que pessoa linda, que coisa mais chuchu e eu lá de fofão manco trocando de pele fazendo a linda, phyna nada estava acontecendo, daí eu que não aguento a língua dentro da boca, falei: Nossa cara, mas vc é a cara do Escobar do Dom Casmurro (esse Escobar, gnt) e ninguém entendeu nada e o menino Escobar me deu seu sorriso mais lindo, até hj não entendo se foi um sorriso de deboche ou se ele entendeu a referência. Gostaria de dizer que eu sobrevivi a experiência e que poderia ter sido pior, mas não foi pq as forças do mundo seguraram a minha língua dentro da boca nos momentos certos. Tipo a hora que eu fui mostrar a foto do menino para a professora e ensaiei falar: POTAQUEPARIUHEIN, mas que menino gato, será que ele quer casar comigo, mas não gente, o pai dele estava do lado. OBRIGADA DEUS, GRATIDÃO! 

Queria também postar as fotos por aqui, mas não posso. Uma pena.

2 comentários em "PQ VIDA?"

  1. BENZA DEUS, O ESCOBAR
    Eu jamais esqueci desta minissérie por conta do Escobar!
    Espinhas, caras descamando, manchas na pele, tudo acontece de propósito em dias x de nossas vidas. Parece uma coisa, né?
    Que experiência, mulher!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, mas eu também não consigo me desligar daquela minissérie justamente pelo Escobar (pelo ator, pela atuação, pelo personagem, por tudo).
      Sabe que eu ainda sou grata pq eu estava com a câmera, então eu me escondia atrás dela e fazia de conta que estava tudo bem, mas que barra viu?! hahahah

      Excluir